Cultura Acadêmica

Existem 3141 usuários on-line.

Ciências Sociais


versão digital (ebook)impressão sob demanda
Gramsci e o
A teoria do partido nos cadernos do cárcere

Neres, Geraldo Magella

Sinopse

Preso em 1926 pelo regime fascista de Mussolini, Antonio Gramsci permaneceu recluso durante 11 anos. Foi durante esse período que o então deputado e secretário-geral do Partido Comunista Italiano escreveu seus Cadernos do Cárcere, um apanhado de escritos marcados pela fragmentação e com passagens consideradas herméticas, cuja interpretação ainda hoje suscita discussões entre os estudiosos de sua obra.

A partir dos Cadernos, o cientista social Geraldo Magella Neres analisou a teoria gramsciana, que compara o partido revolucionário ao "moderno Príncipe", em referência ao célebre livro de Nicolau Maquiavel, do século XVI. Gramsci vê em ambos a função histórica da construção de uma nova ordem - o príncipe-condottiere como configurador do Estado unificado, embrião político da civilização burguesa, e o "partido-príncipe", artífice da hegemonia proletária.

Para analisar a formulação gramsciana de partido revolucionário, o autor explora o pensamento do intelectual italiano - que nos Cadernos desenvolve ideias formuladas anteriormente - confrontando-o com as concepções de outros protagonistas do movimento comunista dos anos 1900, como Lênin e Rosa de Luxemburgo. A obra também expõe a evolução das teorias sobre o conceito de partido político na história da civilização ocidental.

ISBN: 9788579833021
Assunto: Ciências Sociais
Formato: 14 x 21
Páginas: 216
Edição:
Ano: 2012
Sobre o autor
Geraldo Magella Neres

Geraldo Magella Neres graduou-se em Ciências Sociais pela Unesp. É mestre e doutor pela mesma instituição. É professor não titular da Universidade Estadual do Oeste do Paraná.

outras obras deste autor:

O autor não possui outras obras cadastradas.